O Fluir do Tempo

O tempo passa
Segundos, minutos, meses e anos
se passam
Ao longe se escutam
O badalar dos sinos...

Momentos inesperados, planejados, surpriendentes
Quero absorver até o pequeno segundo que se passa
Quero viver o hoje sem atormentar-me com o amanhã
Viver um dia de cada vez.

Segundos, pequenos grãos de areia
Minutos, folhas secas que caem
As vezes seguem o vento, em uma aventura desconhecida.
E outras caem no chão, quietas até que voltem
para a terra.
Anos, séculos e milênios correm como o rio levando
as velhas águas e trazendo novas.

O tempo parece tão longínquo, distante
mas está mais perto do que pensamos
e corre contra nós rápido,
nunca para, é infinito.

by Ju

Comentários

  1. Olá, meu caro. Verdadeiras palavras.
    Lindo poema...
    Ás vezes o tempo passa de maneira que nem percebemos. E leva consigo nossas preciosidades deixando-nos com nossa consciência..
    Meus parabéns pelo belíssimo texto!
    Tenha uma ótima tarde.
    Um forte abraço..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu agradeço a você pelo comentário.
      A Ju te agradece pelo elogio.

      É muito bom † Lady Lais † poder contar com sua participação no blog.

      Outro forte abraço e fica na paz minha cara...

      Excluir
  2. É um belo poema!
    Concordo com estas palavras... O tempo, de fato, passa rápido demais e por isso devemos aproveitar cada momento, viver cada dia como se fosse o último.

    Desejo a você um ótimo fim de semana!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Que bom minha cara Vane contar com sua presença aqui novamente.
    A Ju também te agradece pelo elogio.

    Outro grande abraço, que você tenha um bom começo de semana.

    Fica na paz...

    ResponderExcluir
  4. Lindo poema. Amei. Bjos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário