sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Poema "J" Nº 2

Céu nublado de tempos em tempos
Vento forte que mexe as árvores
Frio intenso, que atinge-me

Lágrimas frias do céu nublado caem
E mais frio se torna o vento
Congela meu já, frio coração.

A dor atinge-me forte
não há refúgio para esconder-me
Desse intenso frio, do vento e dessas lágrimas
derramadas pelo céu.

A Escuridão domina minha visão,
O cansaço domina meu corpo
me puxando para um sono eterno...

Penso alguém ter-me chamado
mas, nada mais importa,
só dormir...

by Ju

Nenhum comentário:

Postar um comentário