Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Poema "L" Nº 8

Sempre soube que havia problemas
No local em que ficam os vasos de cerâmica
Não fazia ideia da quantidade de vasos
Envelhecidos e quebrados nas prateleiras.

Alguns dos vasos são muito antigos
E estavam quebrados em muitos pedaços
Quem os olhavam preferiam acreditar
Que não havia esperança e os ignoravam.

Esses vasos antigos chegaram a ser odiados...
Mesmo na dispensa, alguns preferiram esquecê-los...

O oleiro é alguém que valoriza
As obras produzidas por suas mãos
Não se importando com o estado
Ou antiguidade das mesmas.

O oleiro tem o poder para pegar
Um vaso velho e quebrado
E transformar em vaso novo
Ele tem tudo o que é necessário
O tempo e as ferramentas certas
Para produzir novos recomeços.

by Lôh

3 comentários:

Postagens mais visitadas