sábado, 19 de janeiro de 2013

Luz da Mudança

Durante um tempo
Permaneci em trevas
Uma rotina criada
Parecia que nada mudava.

A luz sempre esteve comigo...
Concentrado nas trevas eu estava...

Percebi que as mudanças
Que eu experimentava
Eram poucas e aos poucos
Algo em mim começou
A fazer muito sentido:
Havia uma falta de equilíbrio.

É verdade que pelas trevas
Estendi minha sensibilidade
Mas sem querer me acomodei
A essa distorcida realidade.

Quero mudar cada vez mais
E sempre para melhor
Quero ir além das fronteiras
Do invisível e do indivisível
Quero alcançar a paz verdadeira
E o amor incondicional infinito.

A luz da mudança brilha em mim...
E cada mudança em minhas trevas
Há de permanecer firme
Até uma nova mudança
Pela luz, em mim,
ser necessária...

by Lôh

2 comentários:

  1. Essa coexistência da Luz e das Trevas sempre me fascina..
    É curioso o fato de que o conceito da "Luz" não existiria se não houvesse o das "Trevas", e vice-versa.
    Acredito que Luz e Trevas coexistem dentro de cada um de nós, e assim, havemos de buscar o equilíbrio entre esses dois opostos..

    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Vane, quando as pessoas começarem a entender que o equilíbrio entre Luz e Trevas é necessário, as coisas vão começar a se tornar diferentes no nosso mundo.
      Os dois opostos são coinceitos que se completam e a nossa vida depende da coexistência harmoniosa deles...

      Grato pelo comentário!
      Outro abraço.
      Fica na paz...

      Excluir