segunda-feira, 11 de junho de 2012

Amor e o Perdão

Sei que não foi minha intenção
Admito meu erro, peço-te perdão
Te amo minha doce alegria
Minha amada, minha vida.

Não quero te fazer sofrer
E também não te entristecer
Amo demais você
Não quero te perder.

Sei que forcei a barra
Fui meio patriarcal
Foi mal meu bem
Não me entenda mal.

Amor, me perdoe de coração...
Errei por amor e não por egoísmo...

Não quero te obrigar a pensar
Da mesma forma que eu
Apenas desejo que você
Seja capaz de pensar
E buscar conhecimento
Por si mesma...
Sou seu amor,
Seu mais próximo amigo.

Quero que seja feliz,
E esteja sempre sorrindo.
Não há Amor sem perdão.
Me perdoa amor de coração...

by Lôh

4 comentários:

  1. Lindo e profundo. Então pense e aja como odito no poema. Respeite o seu amor e receberás o mesmo em dobro. Te amo.
    madrecita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato mi madre por seu elogio. Pode deixar que estarei seguindo o seu conselho.
      De su amado hijo, TE AMO!

      Fica na paz...

      Excluir
  2. Olá, Lôh, como vai?

    Belíssimos versos, muito verdadeiros!
    Também creio que o amor e o perdão caminham juntos, pois nos relecionamnetos muitas vezes as pessoas cometem erros que precisam ser perdoados... se o amor for verdadeiro, sobreviverá a todas as falhas, porque é impossível não cometê-las, pois somos todos imperfeitos...

    Desejo-te um ótimo fim de semana :)
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vane, vou bem apesar de tudo...

      Sou muito grato pelo elogio e pela sua opinião que complementa bem o meu poema.

      Que você tenha também um ótimo fim de semana!
      Outro grande abraço e fica na paz... ^^

      Excluir