Pesadelos do Prazer Obscuro

Nascendo das sombras do coração
Emanando delícias suaves
Pode um homem suportar
A tentação de ser consumido
Por uma força obscura que
Outrora serviu, ao invés de ser servido.

Sonhos cujas trevas
Amanhecem escondidas no vazio
Que em sua bondosa alma
Unida a um amor sem igual
Invertem em anseios egoístas
O eclipse de sua natureza neutra
Em um começo sem final.

A glória de um passado inesquecível
Traz a tona o formoso guerreiro
Logo a hora noturna chegará
Em que um simples sonho
Ganhará dimensões reais
E a terra há de tremer
Diante de sua presença
A mais prazerosa e de desejo inigualável.

by Lôh

Comentários

  1. Este poema, parece ter um significado profundo e um mistério ainda não compreendido por nós meros humanos mortais, contudo, um sentimento aleatório e místico ao que não pode nos ser revelado tão facilmente, todavia, gostei de sua busca poética para tal assunto que é de carácter transcendente.

    ResponderExcluir

Postar um comentário